Weby shortcut
logo FH
Youtubeplay

Política e Gestão de Estágio

Atualizado em 23/04/18 17:16.

 

Gestão da Prática


O curso de História oferece os elementos necessários para a compreensão do processo de produção do conhecimento em história e dos seus desdobramentos, como condição essencial a um melhor entendimento do presente e ao exercício da cidadania.

A dimensão pedagógica no curso de História, na modalidade de Licenciatura, será desenvolvida sob a responsabilidade da Faculdade de História e da Faculdade de Educação da UFG, tendo em vista a necessidade de associar produção do conhecimento histórico, fundamentos didáticos inerentes a esse conhecimento e prática pedagógica, de forma sistemática e permanente. Nesse sentido, a prática de ensino indica a necessidade de desenvolver o domínio dos conteúdos a serem socializados, ligando-os aos seus significados, em diferentes contextos, e sua articulação interdisciplinar.


O curso de História preocupou-se com o fato de que a dimensão pedagógica, na matriz curricular, não ficasse reduzida a um espaço isolado, restrita ao estágio e desarticulada do restante do curso. Nesse sentido, a prática de ensino está presente nas diferentes disciplinas, desde o início do curso, e, sobretudo, na disciplina de didática da história, responsável por desenvolver o vínculo entre o conhecimento histórico acadêmico e sua relação com a práxis profissional. O estágio supervisionado e as outras disciplinas pedagógicas estão presentes, a partir da metade do curso, permeando todo o processo de formação do professor, no interior das áreas e das disciplinas que constituem os componentes curriculares de formação, visando promover a articulação das diferentes práticas pedagógicas, numa perspectiva interdisciplinar.

Em consonância com a Resolução CNE/CP 01, de 18 de fevereiro de 2002, o curso de História estruturou a dimensão pedagógica com ênfase nos procedimentos de observação e reflexão, visando à atuação em situações contextualizadas, com o registro dessas observações realizadas, e a resolução de situações-problema. A presença da prática profissional na formação do professor do curso de História não prescinde da observação e da ação direta, sendo enriquecida com tecnologias da informação, TIC’s, incluídos um laboratório de informática, retroprojetores e projetores de imagem, além de mapoteca e de um significativo acervo de filmes e documentários referentes aos diversos conteúdos ministrados.

Além disso, desde 2009, a Faculdade de História conta com o Laboratório de Ensino de História. O LEHIS tem como meta desenvolver pesquisas sobre Ensino de História, em intenso diálogo com as transformações em curso na Educação Escolar e nos mais variados ambientes de formação histórica. Prioriza o diálogo entre profissionais, consolidando-se como Laboratório de experiências, práticas, reflexões e intercâmbios sobre o Ensino de História. Tem como propósito, dentre outros, oferecer aporte teórico-metodológico para a efetivação das atividades de ensino, pesquisa e extensão dos docentes e discentes.

Preocupada com a articulação teoria-prática no curso de História, na modalidade Licenciatura plena, a dimensão pedagógica inclui a carga horária de Prática de Ensino de História presentes nas diferentes disciplinas do núcleo específico, que possibilitam a transformação do conhecimento histórico em matéria de ensino. A matriz curricular da dimensão pedagógica ficará assim constituída com a carga horária de 668 horas, sendo: a) 252 horas, divididas entre as disciplinas do Núcleo Comum, sob a responsabilidade do Departamento de História; b) 256 horas, divididas em quatro disciplinas de 64 horas aulas cada, a serem ministradas pela Faculdade de Educação da UFG; c) 160 horas divididas entre disciplinas Específicas da Licenciatura, a serem ministradas pela Faculdade de Letras da UFG. Assim, a dimensão pedagógica (NE) compreenderia as seguintes disciplinas:

 

Disciplina CHT Dimensão
Pedagógica
Disciplina CHT Dimensão
Pedagógica
História Antiga 1 64 8 História Antiga 2 64 8
História Medieval 1 64 8 História Medieval 2 64 8
História do Brasil 1 64 8 História do Brasil 2 64 8
História das Américas 1 64 8 História das Américas 2 64 8
Teoria e Metodologia1 64 8 Teoria e Metodologia2 64 8
História Moderna 1 64 8 História Moderna 2 64 8
História das Américas 3 64 8 História do Brasil 4 64 8
História Contemporânea1 64 8 História Contemporânea2 64 8
História do Brasil 3 64 8 História de Goiás 64 8
Teoria e Metodologia 3 64 8 Historiografia Brasileira 64 8
Didática da História 64 64 Fundamentos Filosóficos e Sóciohistóricos da Educação 64 64
História e Cultura Afro-brasileira 64 8 Políticas Educacionais no Brasil 64 64
Técnicas de Pesquisa 1 64 32 Psicologia da Aprendizagem2 64 64
Psicologia da Aprendizagem 1 64 64 Culturas, Fronteiras e Identidades I 64 64
Culturas Fronteiras e Identidades II 32 32 História e Cultura Indígena 64 8

 

 

ESTÁGIO OBRIGATÓRIO

 

a) O estágio obrigatório só poderá ser realizado em empresas devidamente conveniadas com a UFG;


b) a obrigatoriedade do preenchimento do termo de compromisso, da elaboração do plano de estágio, de registro da frequência e da apresentação de relatório final e contratação do seguro (sob a responsabilidade da UFG);


c) cargas horárias das disciplinas de estágio:

Estágio Supervisionado I – 100 horas;
Estágio Supervisionado II – 100 horas;
Estágio Supervisionado III – 100 horas;
Estágio Supervisionado IV – 100 horas.

O estágio, tal como foi definido na Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, Visa ao aprendizado de competências próprias da atividade profissional e à contextualização curricular, objetivando o desenvolvimento do educando para a vida cidadã e para o trabalho. Ele pode ser obrigatório ou não-obrigatório. “Estágio obrigatório é aquele definido como tal no projeto do curso, cuja carga horária é requisito para aprovação e obtenção de diploma” e “Estágio não-obrigatório é aquele desenvolvido como atividade opcional, acrescida à carga horária regular e obrigatória.


No curso de História, modalidade Licenciatura, em acordo com a Resolução CEPEC N. 631/03 (que define a política da UFG para a Formação de Professores da Educação Básica), o estágio será obrigatório, sendo, portanto, requisito para a aprovação e obtenção do diploma. O aluno de licenciatura estará, também, habilitado para a realização de estágio não obrigatório, após ter cursado o primeiro período do curso.


O estágio supervisionado obrigatório, na modalidade Licenciatura, visa dar visibilidade à dimensão prática da atividade do professor. Assim, configura-se como uma atividade intrinsecamente articulada com a prática de ensino e com as atividades acadêmicas.

O estágio curricular supervisionado obrigatório é o momento da formação em que os alunos efetivam, sob a supervisão de profissionais experientes da escola e do curso de Licenciatura em História, o exercício da docência e as outras atividades ligadas ao ambiente escolar, tais como: diagnóstico escolar, participação nas reuniões de planejamento, projeto pedagógico da escola, observações de aulas, preparação de planos de ensino e planos de aulas, oficinas temáticas, etc. Esta é a ocasião para se verificar e experimentar a realização das competências exigidas na prática profissional especialmente no que se refere à docência.


O estágio curricular supervisionado obrigatório, com um total de 400 horas, deve iniciar-se a partir do quinto semestre do curso de História, modalidade Licenciatura, no CEPAE (Centro de Ensino e Pesquisa aplicada à Educação) desta universidade e nas escolas da rede pública de educação básica da capital, conveniadas com esta instituição. A efetivação do estágio ocorrerá, sobretudo, nas séries finais do ensino fundamental e no ensino médio.

O estágio supervisionado curricular, na modalidade Licenciatura, está dividido em 04 disciplinas: Estágio Supervisionado I, II, III e IV, sendo necessário que o aluno curse essas disciplinas, de modo sequencial, uma vez que o Estágio Supervisionado I é pré-requisito para o Estágio Supervisionado II. Este é pré-requisito para o Estágio Supervisionado III, que, por sua vez, é pré-requisito para o Estágio Supervisionado IV. A exigência de pré-requisito justifica-se pelo fato de que cada uma dessas disciplinas está articulada a um processo de progressão e aprofundamento das atividades na escola.

O Coordenador de Estágio terá as seguintes atribuições: coordenar, acompanhar e providenciar, quando for o caso, a escolha das escolas da rede pública de educação básica, para estágio; solicitar a assinatura de convênios ao Coordenador de Estágios da Pró-Reitoria de Graduação e cadastrar as referidas escolas, para estágios; apoiar o planejamento, o acompanhamento e a avaliação das atividades de estágio; e manter registros atualizados sobre os estagiários do curso.


O professor orientador de estágio terá as seguintes atribuições: proceder, em conjunto com o colegiado de professores do curso e do coordenador de estágios, à escolha das escolas; e planejar, acompanhar e avaliar as atividades de estágio, juntamente com os estagiários e o professor responsável pela disciplina, nas escolas.


O estágio curricular obrigatório do curso de licenciatura plena da Faculdade de História UFG realiza uma política de formação de professores para a Educação básica, conforme a Resolução CEPEC n. 731, da UFG, tendo ainda como pressuposto norteador o Regulamento de estágio e o projeto de estágio curricular obrigatório.

 

 

ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO

 

a) O estágio não-obrigatório só poderá ser realizado em empresas devidamente conveniadas com a UFG ou utilizar-se de agente de integração conveniados com a UFG;


b) o estágio deve ser supervisionado por um supervisor no local de estágio e um professor do curso como orientador de estágio;


c) o aluno deve apresentar relatórios semestrais, preencher o termo de compromisso e o termo de estágio, além de apresentar a frequência. Nesse tipo de estágio o seguro é por conta do local de estágio. O estágio não-obrigatório para alunos de licenciatura segue a lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, conforme orientações da UFG, estabelecidas em contratos entre as partes interessadas.

 

 

Listar Todas Voltar