Famílias, fortunas e mestiçagens: Goiás, séculos XVIII-XIX

Resumo: Este projeto visa a contribuir com os debates relativos ao papel das famílias e das mestiçagens para formação de fortunas tendo como espaço de referência Goiás entre 1740-1850, com ênfase na comarca do sul, região da antiga capital, Vila Boa. Problematizo questões correlatas como as redes de parentesco (consanguíneas e rituais), as mestiçagens, as alforrias, enfim, as várias formas de mobilidade social, quer de homens livres, libertos e escravos. Para tanto, a documentação – constituída de variadas espécies: cartorárias, eclesiásticas e administrativas – será perscrutada sob a ótica das proposições da microhistória italiana que procura estabelecer nexos, fios e conexões entre indivíduos, situações, vicissitudes, experiências, entre o local e o global, o indivíduo e a sociedade, o social e a religiosidade, enriquecendo nossa compreensão do passado. Desta forma, será possível contribuir no âmbito historiográfico de vez que antigas interpretações poderão ser revistas, outras poderão surgir mediante o constante diálogo com novos conceitos e abordagens metodológicas.

Coordenadora: Profa. Dra. Maria Lemke.