Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
topo do site
Youtubeplay db0358e6953f0d0ec2cd240bca6403729d73b33e9afefb17dfb2ce9b7646370a

Livros - Fabiana de Souza Fredrigo

  

Livros - Fabiana de Souza Fredrigo

  voltar

 

GUERRAS E ESCRITAS - A Correspondência de Simón Bolívar (1799-1830)

Fabiana de Souza Fredrigo. Ano: 2010.
ISBN: 9788539300402

 

Escrever cartas revela o desejo de registrar acontecimentos, racional e afetivamente, para não esquecê-los, para estabelecer uma memória de si e dos outros. Nesse sentido, Simón Bolívar lidou com sua correspondência de forma dedicada e delicada porque esteve entre seus objetivos oferecer à posteridade um personagem: o homem público irretocável, desprovido de vida privada. Neste livro, Fabiana de Souza Fredrigo empreende a releitura desse epistolário e propõe múltiplos sentidos narrativos constitutivos do que denomina memória da indispensabilidade. No interior dessa memória, Fredrigo constata a presença do ressentimento e da solidão de Bolívar, transformados em elementos retóricos que, por sua vez, permitiram à autora demonstrar os limites em compreender a conformação de uma nova cena histórica e o apego ao ideal da liberdade desse ator histórico que venezuelanos e colombianos alcunham "el Libertador".

 


ESCRITAS DA HISTÓRIA - Política, Identidades e Imaginários
Marlon Salomon, Fabiana de Souza Fredrigo, Fabiane Costa Oliveira (Orgs.). Ano: 2009

As reflexões reunidas neste livro se inserem em um movimento crítico atual que busca historicizar os modos singulares de como a política, a produção de identidades e a sua inscrição nas formas do imaginário se relacionaram em nossa contemporaneidade.

Até que ponto nós podemos falar de um dever de identidade? E de micro-política identitária? Quais são as novas formas de investimento político de produção do imaginário e de sua inscrição concreta no espaço social?
 

 

 

ESCRITAS DA HISTÓRIA - Arte, Cultura e Memória
Marlon Salomon, Fabiana de Souza Fredrigo, Fabiane Costa Oliveira (Orgs.). Ano: 2009

Nossa época é permeada pelo dever de memória e constituída pelas políticas cultura. O regime das políticas é aquele que transforma todos os modos de ser da história e de todas as formas de arte em manifestação cultural.

É a urgência de uma reflexão sobre os nós e entrelaçamentos que recentemente relacionaram a arte, a cultura e a memória que anima as reflexões deste livro.

 

DITADURA E RESISTÊNCIA NO CHILE: da democracia desejada à transição possível (1973-1989)
Fabiana de Souza Fredrigo. Ano: 1998. ISBN: 85-86420-12-3

Listar Todas Voltar